quarta-feira, 16 de março de 2011

Tartaruga volta ao HVU para retirada de pontos

Uma tartaruga, macho, adulta, terrestre (Geochelone carbonaria), foi atendida há duas semanas no Hospital Veterinário de Uberaba (HVU) com parte do braço esquerdo amputado, devido a acidente com fio metálico. O animal foi encaminhado para cirurgia de retirada do restante do braço, que já estava com infecção bacteriana e não podia ser restaurado. O professor do curso de Medicina Veterinária da Uniube, Cláudio Yudi, explica que para auxiliar o movimento do animal, foi colocada, na parte de baixo da carapaça, chamada de plastrão, uma roda utilizada normalmente em móveis, colada com resina plástica. 

Yudi comenta que as tartarugas terrestres adaptam-se muito bem às próteses. Já há casos relatados de semelhante técnica em literatura especializada. Segundo ele, por enquanto, a nova prótese tem ajudado com sucesso o movimento da tartaruga (foto), mas ela não poderá ficar em locais de solo arenoso ou íngreme para evitar acidentes ou "capotamentos".

O Hospital Veterinário de Uberaba (HVU), sediado no campus da Fazu, é mantido por parceria firmada entre a Universidade de Uberaba (Uniube), a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a Fazu-Faculdades Associadas de Uberaba.

Rose Dutra | Uniube 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa