sexta-feira, 24 de julho de 2009

Mestrado em odontologia traz professor dos EUA à Uniube

O professor-doutor Burak Taskonak (foto), da Indiana University School of Dentistry – Indianápolis (EUA) visitará o Laboratório de Pesquisa em Biomateriais da Universidade de Uberaba (Uniube), no dia 30 de julho de 2009, entre 10h e 21h. Entre as atividades programadas, o professor proferirá a palestra "Clinical Applications and Common Failure Mechanisms of Dental Ceramics" ("Aplicação clínica e mecanismos de falhas mais comuns nas cerâmicas odontológicas"), das 14h às 18h, na sala 2H205, no bloco H, no Campus Aeroporto.

A palestra contará com a participação de professores, alunos de mestrado, especialização e graduação do curso de odontologia da Universidade de Uberaba, bem como de professores e alunos de outras universidades como Unesp-Araraquara, Unesp-Araçatuba, PUC Rio Grande do Sul, Unicamp-Piracicaba, Universidade Federal de Pelotas e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A comunidade odontológica regional está convidada e a programação é gratuita. No entanto, alerta que as vagas são limitadas. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (34) 3319- 8741 e (34) 9164-4038, com o professor Marcos Shimano, em horário comercial.

Durante a visita, será inaugurada a expansão do Laboratório de Pesquisa em Biomateriais da Uniube com novas salas para preparo e ensaios de biomateriais. O laboratório já tem parceria com a Indiana University School of Dentistry e o professor Burak desenvolve projetos de pesquisa com o professor Gilberto Borges, do curso de odontologia da Uniube. A parceria foi estabelecida durante o tempo (período de três anos) em que o professor Gilberto esteve na Indiana University para complementação do programa de pós-doutoramento.

Um dos projetos de pesquisa a serem desenvolvidos envolverá a aluna de mestrado Jordana Silva Faria, que avaliará a influência de sucessivas queimas e métodos de acabamento nas propriedades de sistemas de cerâmicas puras. Essas sucessivas queimas são procedimentos inevitáveis durante a etapa de confecção de uma restauração cerâmica. Os materiais avaliados são os mais utilizados atualmente. Assim, o estudo busca responder o limite de queimas e a maneira mais segura de se realizar o acabamento de uma restauração cerâmica. Vale ressaltar que as cerâmicas puras são os materiais com as melhores propriedades para aplicação em restaurações estéticas.

Rose Dutra
Assessoria de Comunicação
Universidade de Uberaba (Uniube)

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura