sábado, 25 de julho de 2009

Jônadan convoca diretores do INBF para seminário no HHA

Foto: Rita Lacerda


A nova realidade do Hospital Dr. Hélio Angotti será apresentada à sociedade durante o Seminário de Soluções, que será promovido no dia 27 deste mês, das 8h às 13h, no anfiteatro do HHA. A informação é do diretor-presidente do Instituto Boa Fé de Apoio ao Combate ao Câncer (INBF), o empresário Jônadan Ma. Desde a fundação do INBF, em outubro de 2008, ficou evidenciada a necessidade de um choque de gestão na administração do hospital para viabilizar não apenas a sua sobrevivência, mas, principalmente, o seu futuro.


Jônadan observa que já ocorre grande mudança na administração geral do hospital, sob a responsabilidade do novo presidente da Associação de Combate ao Câncer do Brasil Central (ACCBC), doutor Délcio Scandiuzzi. De imediato, ele implantou administração corporativa com a implantação de um comitê gestor. Assim, cita, as ações do HHA passam a ter
total transparência.


O presidente do INBF convoca o apoio e o incentivo dos diretores e conselheiros do instituto para que participem do importante evento e convidem os integrantes de sua rede de relacionamento para que conheçam e participem desta repaginação e revitalização do HHA. "Vamos fazer a nossa parte para que, com o irrestrito apoio do Instituto Boa Fé, o hospital possa, realmente, ter um novo começo que lhe dê a tão necessária sustentabilidade moral, financeira e operacional", enfatiza.


Arrecadação do INBF ajuda HHA com remédios

Paralelamente à convocação que faz dos diretores e conselheiros do Instituto Boa Fé de Combate ao Câncer (INBF), o diretor-presidente da entidade, o empresário Jônadan Ma divulga balanço da entrada de doações ao INBF, desde a sua fundação, por meio das mais diversas ações, no valor de R$ 121.891,29, incluindo doações espontâneas, cofrinhos, contribuições mensais via boleto e débito bancário, leilões de gado, leilões de camisetas autografadas e doação de um veículo Gol, avaliado em R$ 20 mil.

Jônadan destaca que a arrecadação da campanha Diferenças ainda não foi efetivada ao caixa do INBF devido a questões operacionais da companhia, fato que ocorrerá a partir do mês de agosto. Esta arrecadação, observa, começou no dia 15 de maio e exigiu que toda uma estruturação fosse feita pela CTBC, envolvendo a criação de software específico para processamento até que os valores sejam debitados na conta dos assinantes e posteriormente creditados na conta do Instituto Boa Fé.

Pelo fato de ser a primeira campanha nesta modalidade, a previsão para que os valores sejam creditados para o instituto é a partir do mês de agosto de 2009, com previsão mensal de apenas R$ 2,5 mil até o momento. Revela que estão registrados apenas 171 contribuintes via CTBC. Argumenta que é preciso trabalhar muito para que a campanha atinja maior camada de doadores. "Esperamos atingir pelo menos mil doadores-contribuintes neste ano ainda, com uma contribuição mensal de pelo menos R$ 15 mil", frisa.

Quanto ao demonstrativo das saídas dos valores captados, a maior parte foi aplicada na aquisição de medicamentos oncológicos já utilizados pelos pacientes do Hospital Hélio Angotti. Outra parte foi investida no pagamento de todas as despesas do INBF, incluindo salários, encargos sociais, tarifas bancárias, compra de material e camisetas do instituto.

A expectativa de Jônadan é de que dentro do ano de 2009, o INBF possa arrecadar um total de pelo menos R$ 300 mil, sendo que pelo menos R$ 230 mil sejam aplicados em medicamentos para o tratamento dos pacientes oncológicos do HHA. "Portanto, temos muito que fazer, individual e coletivamente, sejam pessoas físicas ou empresas, para que o INBF consiga atingir plenamente os seus objetivos sociais", finaliza.


Rose Dutra

Jornalista voluntária

Assessoria de Comunicação do INBF


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura